chips de couve kale roxa

Habitualmente compro a minha couve kale biológica a um produtor local da zona onde resido – A Horta da Joaninha.
Os legumes são criados com muito amor e isso sente-se. São autênticas bombas de sabor e de benefícios para o nosso organismo.
Já existem muitas zonas do país onde é fácil entrar em contacto com pequenos produtores e adquirir cabazes de produtos biológicos em conta, (pesquisem na internet que vão encontrar de certeza).

Actualmente, devido à pressa que caracteriza os nosso dias, o processo natural de maturação dos legumes e das frutas é forçado e para que as colheitas rendam mais, são utilizadas enormes quantidades de agrotóxicos. Estes métodos desrespeitam o alimento, a terra, o ecossistema e claro, o nosso organismo/saúde.
É muito importante darmos um passo atrás no tempo e voltarmos a oferecer ao nosso corpo alimentos que são cultivados de forma “limpa”: livres de pesticidas e herbicidas e que são cultivados de forma consciente. Os produtos cultivados com respeito, que levam o seu próprio tempo a crescer e que não são calibrados, são mais gentis para o nosso corpo. Nesta relação, todos saímos a ganhar. E não é assim que devia ser sempre? 😉

Bem, e como sou uma fã assumida desta tenra, saborosa e elegante kale roxa, hoje trago-vos novamente uma receita onde quem brilha é ela.
Estas chips de kale roxa são estaladiças, salgadinhas, viciantes e…saudáveis! São super fáceis de preparar e podem levar este snack convosco para onde quiserem. Ora vejam:


INGREDIENTES (para um frasco grande):

– 1 molho de kale roxa* (8/10 folhas)
– sumo de meio limão
– 1 c. de chá de sal marinho
– 3 c. sopa de azeite
– 1/4 de chávena sementes de sésamo*
– pimenta preta acabada de moer

PROCEDIMENTO:

– pré aqueçam o forno a 100°C
– lavem e sequem bem as folhas da kale
– separem as folhas do caule (mais grosso) e com as mãos cortem-nas em pedaços toscos (mais ou menos 5/6 pedaços por folha) e reservem numa saladeira
– noutra taça mais pequena misturem os restantes ingredientes: sumo de limão, azeite, sal marinho, azeite, sementes de sésamo e a pimenta preta. Mexam bem.
– vertam a mistura por cima da kale e massagem-na delicadamente até todas as folhas estarem bem envoltas no liquido.
– coloquem a kale num tabuleiro de ir ao forno. Tentem não empilhar as folhas para garantir que ficam mesmo crocantes.
– Ao fim de 15 minutos deem-lhes uma mexidela com carinho e se ainda não tiverem bem estaladiças, deixem-nas no forno por mais 10/15 minutos.

*dica:

– podem utilizar outros tipo de kale. Também gosto de utilizar a kale verde frisada.
– se não forem fãs de sésamo, experimentem com sementes de papoila ou outras a vosso gosto. Aconselho só a que sejam mais pequenas para que se “colem” melhor às folhas de kale.

Deixe uma resposta